Como ter uma medicina preventiva efetiva em 3 passos

Para começar o post de hoje: você sabe o que é medicina preventiva?

medicina preventiva é a aposta na prevenção de doenças e estimula práticas que levam o paciente a ter uma vida mais saudável. Detalhes como alimentação correta, higiene pessoal, prática de exercícios físicos e posturas comportamentais fazem parte do hall de sugestões para uma medicina preventiva de sucesso.

Uma das formas de colocar a medicina preventiva em ação é através da realização de aferições, detectando precocemente doenças ou lesões que, se identificadas em seus estados iniciais, podem permitir um tratamento bem eficaz.  Como se sabe, a grande maioria destas doenças possui um melhor prognóstico quando detectadas precocemente.

Com o resultado de pesquisas e alta tecnologia, hoje temos no mercado aparelhos que nos auxiliam no controle da saúde, identificando em tempo real se um colaborador possui condições para exercer sua atividade laboral, bloqueando ou liberando o acesso às áreas de risco. Além disso a Plataforma Safety, como é chamada, promove aferições e acompanha dados como peso, altura, pressão arterial, batimentos cardíacos, IMC e IGC de forma confortável e não invasiva. A Plataforma Safety é um diferencial para quem busca oferecer saúde e alto rendimento aos seus funcionários, através de uma medicina preventiva eficaz.

A Medicina Preventiva é segmentada em 4 partes:

Prevenção Primária: evita que a doença chegue se instale no organismo do indivíduo.

Prevenção Secundária: inclui mecanismos de diagnósticos e encaminha para tratamentos de doenças em estágio inicial., evitando a evolução.

Prevenção Terciária: diminui o impacto negativo provocado pela doença, impedindo a sua evolução.

Prevenção Quaternária: minimizam os efeitos colaterais de intervenções médicas excessivas ou desnecessárias.

Agora que você já entendeu o papel da medicina preventiva na saúde, vamos te ajudar a aplicar métodos que colocarão a sua empresa à frente.

1 – Por onde começar um plano de medicina preventiva na minha empresa?

É indispensável que você conheça os seus funcionários a fundo. Para isso, faça um questionário e levante o perfil epidemiológico da empresa. Com essas informações, você conseguirá desenvolver um planejamento bem direcionado e assertivo, de acordo com a saúde dos seus colaboradores.

Depois de captar e reunir estas informações, você precisará analisar todos os perfis que existem dentro do seu negócio. Os dados devem ser estudados para que o gestor consiga entender a real necessidade dos seus funcionários e ajudará a definir quais medidas serão tomadas, com base em um planejamento de ações. Neste momento, contar com a ajuda de ferramentas de gestão de medicina preventiva é um grande diferencial.

 Após essas etapas, é hora de colocar a mão na massa! Não adianta reunir as informações, traçar perfis, planejar ações e ficar de braços cruzados. Com a análise em mãos, o gestor tem autonomia para colocar em prática todo o planejamento desenvolvido. Seguindo as dicas, as chances de os resultados do programa empresarial de medicina preventiva serem positivos aumentam significativamente.

 2 – Programas de prevenção

Os programas de prevenção pontuais promovem equilíbrio físico e psicológico aos funcionários, tornando-os mais saudáveis e comprometidos com as suas atividades. Além dos benefícios para o funcionário, também gera impacto na redução de custos assistenciais como planos de saúde para a empresa.

A população brasileira está envelhecendo cada vez mais rápido em comparação com a média mundial, e por isso a necessidades de investimento para aperfeiçoar métodos de prevenção é grande. Ações de prevenção que visam o cuidado com a saúde dos colaboradores são extremamente necessárias e resultam em ótima aceitação. Programas como incentivo à prática de atividades físicas, vacinação, alimentação saudável e prevenção de DSTs são algumas ações que podem ser programadas ao longo do ano com os funcionários da sua empresa, por exemplo.

A saúde do funcionário deve ser o foco na medicina preventiva, por isso ações personalizadas representam um benefício exclusivo de cuidado e interesse em manter a sua equipe saudável. Então, não se esqueça:

– Realização de exames periódicos;
– Programas de vacinação;
– Projetos de atividade física e bem-estar;
– Reeducação e orientação alimentar;
– Acompanhamento psicológico.

3 – Invista em tecnologia

Funcionários saudáveis, baixo índice de atestados médicos e produtividade a todo vapor. É isso que buscamos, certo? Atualmente, contamos com equipamentos de última geração que possibilitam melhorar a qualidade de vida dos colaboradores e aumento significativo da produtividade.

Leia também: Medicina Preventiva, para que te quero

Safety, como mencionado acima,  é uma balança capaz de ler o crachá de cada funcionário e identificá-lo corretamente e, quando focado em segurança do trabalho, pode colaborar com as empresas, analisando minuciosamente as condições gerais do empregado. Essa ferramenta pode ser uma grande aliada na hora de otimizar os resultados da segurança do trabalho na sua organização, diminuindo os riscos de acidentes no local e garantindo a segurança e bem-estar do ambiente e todos aqueles que se encontram nele.

Safety pode agilizar os processos do seu negócio e também se tornar uma garantia quando falamos em medicina preventiva.

Existem empresas que disponibilizam planos odontológicos e de saúde na expectativa de oferecerem o melhor para os seus funcionários. Mas, não podemos esquecer que também é preciso investir em maneiras menos convencionais de proteção.

EXTRA: A importância da medicina Preventiva na saúde mental

Você sabia que os transtornos mentais e comportamentais são a terceira causa de auxílio-doença no País?  De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 10% dos empregados no mundo já tiraram licença por depressão, mesmo assim, 50% das pessoas com depressão não são tratadas. O stress diário e a ansiedade podem causar uma cadeia de alterações neurológicas que, por sua vez, intensificam ou aceleram o processo da doença.

A prevenção logo no início é capaz de bloquear e suspender o avanço, permitindo que o funcionário volte as suas funções e estado de saúde inicial.

A medicina preventiva deve também atuar na área psicológica. A empresa, representada por um médico, pode colaborar com o trabalhador muito além do diagnóstico físico, como o de doenças e lesões.

E você, tem mais alguma dica de medicina preventiva? Escreva pra gente nos comentários e não esqueça de compartilhar esse post com seus amigos.