processos de gestão

Como os processos de gestão favorecem a sua empresa

Toda empresa sonha em ter sucesso e reconhecimento no mercado. Entretanto, todos sabemos que uma organização possui uma gama enorme de atividades, funcionários e funções, que muitas vezes impactam nas ações internas, tornando-as demoradas, impedindo que metas sejam atingidas no tempo planejado.  Para solucionar esses problemas e administrar de maneira mais eficaz as demandas diárias, é preciso uma boa estruturação dos processos de gestão da sua empresa.

Duas palavras-chaves devem guiar os processos de gestão: planejamento e controle. Para uma empresa atingir os objetivos traçados e alcançar os resultados desejados, é necessário que haja um esforço organizado, com criação de métodos ou estratégias que possam garantir excelência na produção.

Leia também: A Pirâmide de Maslow aplicada ao seu negócio e a gestão de pessoas

Os processos de gestão surgem para servir como uma base para as decisões tomadas por uma empresa, a fim de conquistar uma assertividade nas escolhas, evitando contratempos e falhas contínuas. Com eles você consegue criar direcionamentos para prever com mais clareza o futuro esperado para a empresa, traçando metas e os caminhos que precisam ser seguidos para atingir esses objetivos esperados.

Parece um sonho, mas é possível sim ter o controle de cada atividade da sua empresa. A partir de um conjunto de iniciativas, permite-se conhecer cada ação que está ocorrendo, estimando a reação delas, conseguindo prever os impactos e resultados. Além disso, com processos de gestão visualiza-se os pontos que não conseguiram conquistar um bom desempenho, diagnosticando possíveis falhas. Por fim, torna-se possível ajustar os métodos, sanando essas falhas anteriores, vencendo o propósito inicial.

Mas afinal, quais são as etapas dos processos de gestão? Confira abaixo os quatros caminhos para obter sucesso na sua empresa!

Planejamento Estratégico

Essa primeira fase dos processos de gestão tem como foco garantir que a missão da sua empresa será cumprida, gerando um conjunto de diretrizes que servem como orientação. Ter em mente onde se busca chegar é o primordial. Se sua empresa já tem certa noção de qual “pote de ouro” servirá para conquistar o sucesso, chegou o momento de traçar o caminho para conquistá-lo.

processos de gestão

O Planejamento Estratégico terá como função analisar os diferentes fatores que impactam, tanto tendo em vista o ambiente externo, como o interno, evitando ameaças, aproveitando as oportunidades, enaltecendo os pontos fortes a favor da empresa, a fim de superar as deficiências dos pontos fracos.

Imagine que sua empresa trabalhe com artigos de presentes e tem como objetivo dobrar o número de vendas em um ano, entretanto nos últimos dois meses está tendo uma queda na procura. É perceptível que talvez você não consiga conquistar o número de vendas esperado ao fim do período, certo? Surge aí a necessidade de colocar em prática novos processos de gestão no seu negócio.

Leia também: Inovação no RH? Não se confunda, comece por aqui

No planejamento estratégico será diagnosticado as oportunidades e ameaças possíveis que possam influenciar no desempenho de sua meta, como por exemplo: mudanças no comportamento do consumidor, possíveis alterações econômicas e políticas em que o país possa estar passando, desenvolvimento do mercado concorrente, dificuldades na abordagem interna dos funcionários, entre outros aspectos que influenciam na viabilização ou não do crescimento.

Esse diagnóstico muitas vezes é facilitado com a utilização de softwares que permitem visualizar os dados gerados a cada mês, como número de vendas, variáveis nas receitas, aumento ou diminuição de leads, entre outras informações que sua empresa pode gerar.

Planejamento Operacional

A segunda etapa dos processos de gestão consiste, baseado no planejamento estratégico, identificar, integrar e avaliar as alternativas de ação e na escolha de um plano de atividades a serem executadas. Estipula-se quais meios e recursos serão necessários, além de quantificar o plano, estruturando-o de maneira plausível para ser executado.

processos de gestão

É importante simular diferentes alternativas e definir quem irá ser o responsável pelas diversas áreas funcionais da organização, a fim de que possa refletir no resultado final esperado. É preciso que todos estejam alinhados, tendo em vista o cenário e as diretrizes estratégicas desenhadas durante o processo de planejamento estratégico.

Leia também: Desafios de investir na gestão de pessoas: vantagens, obstáculos e resultados  

Chegou a hora de executar

Mãos a massa! Após todo o estudo de impacto realizado durante o planejamento estratégico e a identificação de como se desencadearia o processo, chegou a hora de colocá-lo em prática. Nessa fase podem surgir necessidades de alterações e ajustes no projeto. Isso pode ser evitado quando se há um planejamento em que se possibilita diferentes ações.

A fase de execução é exatamente aquela em que essas ações são implementadas, realizando as transações necessárias, registrando e interagindo entre os diferentes setores da empresa. Essa fase pode ser feita utilizando ferramentas tecnológicas que auxiliam nos processos de gestão.

Controle

Como qualquer processo interno que busca resultados positivos é necessário haver um controle do desempenho. Ele deve ocorrer tanto nas áreas operacionais da organização, como nas demais áreas. A avaliação deve ser global e analítica, reunindo informações sobre o desempenho real, realizando comparações constantes entre os números pretendidos com o alcançado. Estamos falando de um mecanismo que pode ser realizado a partir de plataformas de processos de gestão, que possibilitam essa comparação, reduzindo divergência de informações, trazendo mais confiabilidade e controle.

Leia também: Indústria 4.0 em Gestão de Saúde: como essa revolução pode ajudar a sua empresa

A fase do controle tem extrema importância porque é nela que será percebido o desempenho planejado e o realizado, possibilitando comparar em bases objetivas todas as etapas do processo de gestão. Analise os resultados e confira se eles estão conquistando a eficiência planejada. Caso negativo, está na hora de repensar, reorganizar e checar área por área. Cada gestor de sua área conseguirá, a partir de ferramentas, buscar informações sobre o desempenho atual. Com esses dados, é possível checar o que não está alinhado ao planejado e que precisa ser ajustado, no sentido de assegurar que os objetivos traçados serão atingidos.

Como você percebeu, uma empresa que consegue obter resultados relevantes e alcançar metas, precisa ter todo o seu processo de gestão alinhado e em conformidade com os objetivos traçados. A chave do sucesso está em planejar, executar e controlar!

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a tirarem suas dúvidas sobre processos de gestão.

 

Até a próxima!