Inovação disruptiva

Entenda o que é Inovação disruptiva e como isso já está transformando a sua empresa

Um novo ano acabou de começar e muitos gestores e empreendedores se perguntam o que podem fazer de diferente em seus negócios para oferecer uma experiência para os seus clientes ainda mais satisfatória. Muitos estão focados em trazer melhorias para produtos e serviços que já oferecem, o que não é uma má ideia. Mas a verdade é que o nosso campo de visão precisa ser amplificado.

A inovação disruptiva, por exemplo, é uma forma de você oferecer para o seu cliente não apenas melhorias, mas sim mudanças radicais no seu negócio. Conheça mais sobre inovação disruptiva e como isso pode transformar a sua empresa a seguir:

Afinal, o que é inovação disruptiva?

A inovação disruptiva é a nomenclatura usada para um determinado tipo de inovação que traz um produto ou serviço mais acessível e simples para todos os consumidores. Isso quer dizer que a inovação disruptiva acaba trazendo mais vantagens por um menor preço para o seu cliente final.

Leia também: Como fazer uma pesquisa de clima organizacional eficiente

O termo foi criado por Clayton Christensen, que comparou esse novo tipo de inovação com a inovação sustentadora, que é quando uma empresa aposta na melhoria de seus produtos e serviços para reafirmar sua posição no mercado. Mas, o que precisamos saber é que a inovação disruptiva não é só uma adaptação ou melhoria, é uma mudança completa na hora de idealizar o produto ou serviço em questão.

Inovação disruptiva 

Por exemplo, antigamente tínhamos que nos deslocar até uma locadora de filmes e pagar um determinado valor para ficar com aquele produto 2 ou 3 dias em casa. Hoje, os sites de streaming oferecem um serviço muito mais vantajoso, simples e barato para os consumidores. Atualmente, não faltam exemplos de produtos que são provenientes da inovação disruptiva e, é claro, muitas pessoas acabam não gostando das mudanças à primeira vista. Muitas dessas revoluções acabam deixando tecnologias e serviços obsoletos da noite para o dia, gerando um pouco de desconforto para os consumidores ou gestores mais tradicionais.

Leia também: Futuro do RH: Para onde caminha o setor e quais serão as suas transformações

Muitas empresas estão apostando todas as suas fichas na inovação disruptiva dos seus próprios produtos e serviços. A dúvida que fica é: como implementar esse pensamento em uma organização que já caminha a tanto tempo baseada em uma outra realidade?

A implementação da inovação disruptiva na sua empresa é caracterizada por diversos detalhes que precisam ser levados em consideração. Você vai precisar pensar em coisas importantes, como por exemplo:

  • A ação disruptiva visa novos clientes – os clientes antigos não devem ser dispensados, de maneira alguma, mas é necessário pensar nas necessidades de um novo perfil de cliente para inovar.
  • Ninguém pode garantir o sucesso dessa empreitada – a inovação disruptiva é um investimento de alto risco, tanto do tempo quanto dos recursos financeiros da empresa.
  • Ainda que a inovação seja algo completamente diferente, ela deve ser sustentável – Se não for relevante por um longo período de tempo, ela logo cairá no esquecimento e os investimentos da empresa terão sido em vão.
  • A inovação disruptiva não é uma melhoria, mas sim uma mudança – ela deve trazer novos valores, novas perspectivas, novos pontos de vista.

 

Se esses tópicos ficarem bem claros a partir de agora, você está pronto para implementar a inovação disruptiva em sua empresa. Isso deve ser discutido com todos os funcionários, para que todos compreendam os objetivos e possam oferecer produtos e serviços melhores e mais acessíveis aos seus clientes.

Além do que falamos acima, existem outros assuntos que também devem ser levados em consideração na hora de trazer a inovação disruptiva para sua empresa. Fique atento:

Seja criativo: Empresas inovadoras precisam ter em suas equipes pessoas criativas e competentes, que enxergam além do que um produto pode oferecer. 

Seja inovador: Para se firmar como uma organização inovadora no mercado é importante que uma empresa nunca deixe de inovar. Essa é uma reputação que deve ser construída ao longo do tempo, sempre lançando novos produtos ou serviços ou versões atualizadas deles.

Não tenha medo de falhar: Uma grande inovação é um fruto da experiência adquirida por uma empresa no decorrer dos anos. Por isso, esteja pronto para tentar e falhar, o sucesso chega para aqueles que não desistem.

Agora, conheça algumas empresas de sucesso que são frutos de inovações disruptivas e veja o que você pode aprender com cada uma delas:

Netflix: A empresa foi fundada em 1997 e surgiu como um serviço de entrega de DVDs pelo correio. Algo bem distante do atual serviço de streaming de filmes, séries e de conteúdos próprios, com foco no entretenimento.

AIrBnb: Fundada em 2008, permite aos usuários alugar todo o espaço ou parte de sua própria casa, como uma forma de acomodação extra. O serviço permite a busca e reserva entre a pessoa que oferece a acomodação e o turista, que busca pela locação. Reduzindo assim o custo de acomodação e gerando renda para quem possuía um cômodo vago em sua casa.

Uber: Fundada em 2009, a proposta inicial era oferecer um serviço semelhante a um táxi de luxo. Com uma fração do preço de um táxi convencional, o serviço criou uma grande competição em um mercado, antes dominado por monopólios de transporte e sindicatos.

Inovação disruptiva

NuBank: Nubank nasceu em 2013, em São Paulo, e seu diferencial é oferecer um cartão de crédito controlado por um aplicativo totalmente livre de taxas e anuidade. De maneira fácil, você se torna um cliente NuBank e consegue fazer tudo pelo aplicativo.

O que você pode aprender com todas essas empresas citadas acima? A capacidade de criar e gerar valor para seus clientes, através da simplicidade e velocidade proporcionadas pela tecnologia, na maioria dos casos acessíveis na palma da mão. Pronto! Essa é a chave da inovação disruptiva. Pense em como você pode fazer essa revolução dentro do seu negócio e comece a partir de hoje.

Gostou do nosso artigo? Então compartilhe esta revolução com a sua rede de contatos nas mídias sociais. Até breve.