Mitos e verdades sobre reconhecimento facial: não acredite em tudo que você lê por aí

O acelerado desenvolvimento tecnológico tem trazido benefícios imensuráveis para humanidade, mas precisamos estar abertos às mudanças para aproveitá-las. Novas tecnologias ainda estão cercadas de dúvidas que levam à insegurança. Neste texto, vamos conhecer os mitos e verdades sobre reconhecimento facial para aproveitarmos todas as vantagens que essa ferramenta proporciona.

Novas tecnologias x velhos hábitos

Mudanças muitas vezes são assustadoras, porque nos tiram de nossa zona de conforto. Novas tecnologias podem causar esse efeito em usuários acomodados e confortáveis em suas velhas rotinas. Mais do que temer o novo, devemos abraçar a mudança, pois ela nos coloca em movimento.

O desenvolvimento tecnológico se dá numa velocidade que quase não podemos acompanhar. Num piscar de olhos, equipamentos de ponta se tornam obsoletos. Mais do que nunca, hoje um piscar de olhos pode literalmente comandar ações, como um registro fotográfico, por exemplo.

Nossos velhos telefones móveis hoje são avançados smartphones que comportam dezenas de equipamentos em algumas gramas de plástico e metais. O aperfeiçoamento das inteligências artificiais já nos permite interagir com equipamentos e comandá-los.

O mundo se transformou muito e muito rápido, mas com o mínimo de informação e conhecimento sobre as novas tecnologias podemos confiar nelas e usá-las de maneira segura e eficiente.

Se já estamos tão familiarizados com tecnologias antecipadas pela ficção científica nas telas dos cinemas, porque não finalmente usufruir do que antes era só imaginação?

Desde de que conhecemos HAL 9000 ou acompanhamos as aventuras dos Jetsons, sonhamos com inteligências artificiais responsivas, sistemas inteligentes, interativos e versáteis. Porque temê-los agora?

Leia mais sobre Inteligência Artificial: 10 fatos que você precisa saber

Você conhece o Reconhecimento Facial?

Que tal se apropriar dessas tecnologias conhecendo-as? Chegou a hora de compreender de uma vez por todas os mitos e verdades sobre reconhecimento facial.

Tomemos o Reconhecimento Facial como exemplo. Combinado com inteligência artificial, o reconhecimento facial é um sistema desenvolvido para identificar uma pessoa por meio de imagem ou vídeo.

A tecnologia de reconhecimento facial em si não é tão nova, seu uso se tornou mais perceptível e acessível nos últimos anos, aplicada em smartphones, aplicativos, soluções de tecnologias de recursos humanos ou sistemas de segurança.

De forma sucinta, o reconhecimento facial parte do princípio de que cada pessoa tem um padrão característico facial único, identificável através de sistemas de análise profunda de imagem. 

Cruzando dados como distância entre os olhos, o comprimento do nariz, o formato da boca, bochechas e queixo, marcas e cicatrizes e contorno e formato do rosto, o sistema cria um mapa facial que será reconhecido sempre que o usuário fizer o escaneamento, independente da posição que estiver.

O reconhecimento facial é um dos recursos mais avançados para sistemas de segurança, usado tanto no controle de acesso em empresas ou eventos, quanto em investigações criminais, na busca de pessoas desaparecidas e até no tráfico humano.

Leia mais sobre Reconhecimento Facial: saiba diferentes benefícios dessa solução para controle de acesso

Talvez você não tenha percebido, mas o reconhecimento facial está muito mais presente na sua vida do que você percebe. Sabe aquele aplicativo que aplica um filtro engraçadinho nas suas fotos? Reconhecimento facial. E quando você desbloqueia o celular apontando para o seu rosto? Reconhecimento facial. E a câmara fotográfica que dispara com piscar de olhos? Bingo.

O reconhecimento facial foi capaz de desvendar o sorriso mais enigmático da humanidade! Você sabia que a Mona Lisa de Leonardo Da Vinci está 83% feliz, 9% aborrecida, 6% amedrontada e 2% raivosa? Foi o que concluiu software de reconhecimento facial.

Existem muitas especulações e informações duvidosas circulando a respeito dessa tecnologia, muitas vezes geradas pelo desconhecimento e pelo medo do novo. Vamos esclarecer alguns mitos e verdades sobre reconhecimento facial?

Mitos e verdades sobre reconhecimento facial

MITO: companhias aéreas manterão informações de identidade e dados faciais dos passageiros em arquivo.

Com os crescentes ciber ataques a bancos de dados e a vulnerabilidade desses sistemas, o que as companhias áreas menos querem é armazenar informações pessoais identificáveis que não aquelas que sejam absolutamente necessárias! Manter bases de dados requer custos e responsabilidades legais. Nos aeroportos norte-americanos, as imagens captadas nos sistemas de reconhecimento facial são mantidas pelo programa por até 14 dias após a saída do visitante.

MITO: O reconhecimento facial tem por objetivo substituir todas as medidas de segurança atuais.

Apesar de já ser uma ferramenta de verificação, o reconhecimento facial é uma opção, mas não substitui os documentos seguros. Passaportes digitais, IDs tradicionais e até mesmo aqueles armazenados em dispositivos móveis ainda estarão fortemente envolvidos nos processos de verificação de identidade.

MITO: Após realizar o cadastro, as identidades podem ser roubadas dos sistemas de reconhecimento facial.

A probabilidade de identidades cadastradas em sistemas de reconhecimento facial serem roubadas é mínima. Os dados dos usuários não são enviados para nenhum banco de dados, mas sim são transformados em um complexo código binário que é totalmente encriptado e armazenado no próprio dispositivo. Ou seja, a decodificação desses dados é praticamente impossível.

Além disso, o Brasil regulamenta o uso desses dados através da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Aprovada em agosto de 2018, a legislação dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.

VERDADE: O reconhecimento facial pode ser utilizado por grandes empresas.

Essa solução até já foi algo caro e inacessível. Mas isso mudou. Como toda tecnologia, os sistemas de reconhecimento facial foram sendo barateados após as constantes evoluções e modernizações. Atualmente, até mesmo pequenos empreendimentos podem usar equipamentos do tipo.

Fale com a TeleWorld e tenha essa tecnologia na sua organização! 

Os sistemas de reconhecimento facial vieram para ficar, cada vez mais presentes em nossas vidas. E precisamos estar informados sobre os mitos e verdades sobre reconhecimento facial já que a própria tecnologia ainda tem muito a crescer. 

Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a compreenderem os mitos e verdades sobre reconhecimento facial!