RH Ágil: veja como aplicá-lo na sua empresa e quais são os benefícios

Para além de um departamento de pessoal, o RH assume no contexto atual um papel central no andamento de uma empresa. Podemos dizer até que o RH hoje é o coração que bombeia a engrenagem empresarial. E se tornar um RH ágil é quase que essencial para sobrevivência. 

Todas as mudanças e tomadas de decisões dependem da ação coordenada com o RH, exigindo que o setor seja cada dia mais produtivo e eficiente. E mais, precisa ser um setor em constante movimento acompanhando as tendências do mercado.

Leia mais sobre o futuro do RH: Para onde caminha o setor e quais serão as suas transformações

Com o acelerado desenvolvimento da inteligência artificial e suas interfaces interativas, o profissional do RH está se liberando de atividades mecânicas e burocráticas para assumir um papel mais proativo na gestão empresarial.

Muito mais que um repetidor de tarefas, esse profissional precisa aprimorar suas capacidades de análise e avaliação dos processos que acompanha, procurando sempre otimizar a produtividade.

Leia mais sobre o RH 4.0 e os seus impactos na Gestão de Pessoas

Nesse cenário de transformação nasce o Manifesto Ágil de RH como uma declaração de valores e princípios essenciais para a gestão de recursos humanos, lançado em 2001 por profissionais de tecnologia, no estado de Utah (EUA).

Entendendo o RH ágil

Fruto do trabalho de 17 desenvolvedores de software interessados em buscar uma alternativa aos atuais processos de desenvolvimento de software, o Manifesto ágil apresenta quatro valores, seis premissas e doze princípios fundamentais, que pretendem melhorar o desenvolvimento e os resultados dos mais variados projetos. 

Seu objetivo é descobrir melhores maneiras de desenvolver uma cultura de trabalho, combatendo a burocratização, a formalização e verticalização dos processos.

O Manifesto reconhece que processos, ferramentas, documentação, contratos e planos são fundamentais para qualquer projeto, mas ainda mais importantes são os valores ágeis:

Valores, premissas e princípios do Manifesto Ágil de RH: 

Através do entendimento e aplicação dessas diretrizes se dá a criação do RH ágil, mas como fazer? Vamos ajudar você com alguns passos para construção do RH ágil.

Leia o Manifesto Ágil de RH

Aplicando o RH ágil

Envolvimento e Colaboração

No RH ágil, acredita-se que a atenção deve ser focada nas pessoas. Para seu funcionamento, é premissa básica o envolvimento de todas as partes no processo. Sendo assim, estimula-se a abertura para participação dos clientes e o engajamento com o projeto em todas etapas. 

Nesse cenário, o cliente passa a fazer parte da equipe, que deve apresentar uma composição menor e multidisciplinar, proporcionando a proximidade e colaboração entre os membros. Para isso, as empresas precisam aprimorar o recrutamento, tornando-o mais assertivo e rápido.

O trabalho de criação colaborativo cria um senso compartilhado de propriedade para todos os membros da equipe. Isso dá direção e objetivo para o grupo. Com a definição dos propósitos as equipes são mais produtivas, rápidas e eficientes.

Aperfeiçoamento

A capacitação tanto dos membros e, principalmente, dos líderes torna-se imprescindível na aplicação do RH ágil. O aperfeiçoamento do perfil de coaching das lideranças através de sessões de aprendizado são um bom recurso.

Dentre os membros da equipe o estímulo ao aprendizado e ao desenvolvimento deve ser contínuo para desenvolver rapidamente novas habilidades para as corporações.

Identificar as habilidades pontuais para realização de um projeto pode ser uma forma ágil de qualificar a equipe. Promover também treinamentos de acordo com os interesses e competências de cada profissional a longo prazo.

Comunicação

A comunicação precisa ser assertiva e simplificada, de maneira mais informal e menos burocrática. Ruídos comunicacionais são grandes responsáveis por projetos malsucedidos. Nesse contexto, feedback tem valor fundamental para que todos estejam por dentro das informações.

Além disso, no ágil tudo é muito visual: recomenda-se o uso de painéis, quadros e cartões, permitindo assim que qualquer pessoa saiba a situação do projeto, seus riscos e desvios.

Independência e Produtividade

Com a horizontalizarão dos processos e o estímulo ao trabalho colaborativo, as partes se sentem estimuladas à criação e a equipe torna-se mais independente e com um melhor preparo para lidar com as resoluções de problemas.

A priorização dos softwares funcionais leva a otimização do tempo e rentabilidade da gestão, desonerando a equipe do manuseio de contratos e documentações extensas e complicadas, ou ferramentas rígidas pouco responsivas em situações imprevistas. Assim, a equipe torna-se mais independente e com um melhor preparo para lidar com as resoluções de problemas.

Planejamento

No RH ágil, o planejamento é realizado de forma iterativa e incremental, de acordo com o que acontece no percurso de implementação. Já o orçamento e prazo são fixos para desenvolver o projeto, mesmo que inicialmente ele não atenda a 100% das expectativas. 

O método ágil é bem aplicado em projetos complexos quando utilizando ciclos interativos curtos, com planejamento guiado por entrega de valor, feedbacks constantes, transparência das informações, adaptação a mudanças, integração da equipe e proximidade com o cliente.

Avaliação

Com prazos mais curtos e equipes mais dinâmicas a necessidade de avaliação enquanto instrumento de feedback das ações e projetos torna-se mais imediata, aumentando a frequência da aplicação e a quantidade de pessoas avaliadas.

Remuneração

Incentivar as equipes com bonificações é uma boa forma incentivo. A remuneração imediata a concretização de um projeto tem mais eficiência que um reajuste anual salarial, reforçando o feedback instantâneo.

Segurança

A metodologia ágil é capaz de aprimorar a forma como os indivíduos e as equipes reagem às possíveis falhas. Por ser uma abordagem focada na agilidade, flexibilidade e otimização no desenvolvimento de projetos, ela permite que as equipes se adaptem mais facilmente diante de incertezas e mudanças imprevistas.

Leia mais sobre Como tornar o seu RH ágil

Para implementar o RH ágil em sua organização aqui está o primeiro passo: conheça o assunto. Com o domínio das informações que estamos lhe fornecendo, você pode começar a traçar estratégias para implementação de métodos ágeis. 

Como todo processo de mudança, o RH ágil precisa ser planejado. Levante informações como: recursos (financeiro, humano e tempo), estratégias da empresa e setor, processos que estão obsoletos ou atividades que geram desperdício e atrasos, metas e etapas para a implantação, entre outros.

Prepare seus funcionários para o processo, integre-os no planejamento. A equipe precisa ser treinada e capacitada para funcionar no modelo de RH ágil. 

E o mais importante, não comece dando passos largos. Fazer testes e pequenas mudanças gradualmente lhe trará melhores resultados. Assim você evitará o risco de realizar uma grande transformação de forma ineficiente.

Compartilhe nas redes!