reconhecimento profissional

Três maneiras de demonstrar reconhecimento profissional aos colaboradores

Há quanto tempo você não realiza um feedback positivo com seus colaboradores? A resposta dessa pergunta pode ser determinante para responder se sua equipe está ou não se sentindo reconhecida. O reconhecimento profissional é e sempre será o objetivo principal de todo funcionário de uma empresa. Além de trazer benefícios para a organização, como maior produtividade, colaboradores valorizados mantêm-se entusiasmados a inovarem e buscarem por resultados ainda melhores constantemente, mantendo-se firmes em sua identidade com a missão e valores da empresa. 

Cada pessoa possui suas próprias características, sonhos, metas e maneiras de se sentirem confiantes. O que é comum entre todos é o desejo de alcançar o reconhecimento profissional em suas áreas para manterem-se motivados. Esse anseio é defendido através da teoria chamada de Pirâmide de Maslow, ou conhecida também como Hierarquia das Necessidades de Maslow. O conceito, criado em 1950 pelo psicólogo norte-americano Abraham H. Maslow, tem como objetivo determinar o conjunto de condições necessárias para que um indivíduo alcance satisfação, seja ela pessoal ou profissional. 

reconhecimento profissional

A Pirâmide é separada em cinco níveis, que demonstram a hierarquia dessas necessidades para gerar a força motivadora. São elas: fisiologia, segurança, amor e relacionamentos, estima e realização pessoal. Cada uma delas tem sua importância na construção do indivíduo, sendo as da base as mais básicas, que são as consideradas necessárias para a sobrevivência. Já as do topo, são as mais complexas e se referem à conquista da satisfação pessoal e/ou profissional. 

Saiba mais: A Pirâmide de Maslow aplicada ao seu negócio e a gestão de pessoas

A Pirâmide de Maslow é um bom indicativo de como sua empresa pode se portar para garantir o reconhecimento profissional de seus colaboradores. De maneira geral, uma organização consegue interferir positivamente ou não em todas as necessidades apontadas nessa teoria. Então se você busca equipes mais engajadas e comprometidas, chegou a hora de ter um olhar mais atento ao reconhecimento profissional. Confira abaixo três passos de como pôr em prática! 

Compreenda: reconhecimento profissional não é apenas dar aumento de salário

Claro que todo mundo almeja ganhar mais ao longo do tempo, mas é preciso compreender que reconhecimento profissional não pode ser expresso apenas de maneira financeira. Muitos profissionais mesmo após ofertas de aumento, acabam desistindo de fazer parte de uma empresa. Você provavelmente já viveu ou viu alguém recusando esse tipo de proposta. 

Isso ocorre porque quando um profissional não se sente reconhecido, nada vai o “comprar”. Reconhecimento profissional se constrói diariamente, com atitudes pequenas e grandiosas. Muitas vezes não é costume de os gestores exporem para as equipes o quão positivo foi o impacto de determinada ação. Entretanto, vemos hoje no mercado do trabalho uma realidade em que os colaboradores acabam recebendo mais feedbacks negativos, do que notificações positivas sobre algum feito. 

reconhecimento profissional

Essa cultura é antiga e reflete uma crença de que os líderes precisam se manter rígidos e sempre superiores aos seus funcionários. Isso reflete em aspectos pessoais e profissionais. Todavia é preciso repensar seus impactos na ausência de reconhecimento profissional. Receber feedbacks positivos incentiva o bom trabalho e faz com que o colaborador se sinta pertencente a organização, sabendo de fato como sua função influencia na sustentabilidade do negócio. 

Esteja próximo e, diariamente, motive seus colaboradores destacando atitudes que deram certo, ações que tiveram resultados positivos e mantenha uma rotina constante de valorização e compreensão do que pode não estar de acordo com o esperado por seus funcionários. 

Claro que a questão financeira pesa e pode acabar impactando sim, mesmo que você realize feedbacks positivos constantes. É importante perceber que a sobrecarga também influencia na insatisfação. Quando você aumenta a quantidade de demandas de um colaborador, mesmo mantendo uma rotina de feedbacks positivos sobre seu desempenho, é possível que o mesmo se sinta sem reconhecimento profissional, apenas pelo fato do seu trabalho ter aumentado, mas seu salário seguir sempre o mesmo. 

Leia também: Como a depressão afeta a produtividade nas empresas

Entenda que vida pessoal e profissional andam juntas

Sabemos que o mercado de trabalho é feito por questões legais. Existem regras que devem ser seguidas e que exigem que horários sejam cumpridos. Contudo, da mesma maneira que é necessário o controle das jornadas de trabalho, tanto para respaldar a segurança do colaborador, como da empresa, ter flexibilidade de horários pode ser uma maneira de trazer o reconhecimento profissional dos colaboradores. 

Quando falamos de leis, não existem dúvidas: elas devem ser cumpridas. Entretanto, lidar com colaboradores é muitas vezes ter que analisar cada caso em perspectivas muito mais morais do que legais. Vamos a um exemplo prático:

  • Um colaborador perdeu sua carteira e não conseguiu resolver o bloqueio de seus cartões através do telefone, bem como realizar a segunda via de seus documentos. Ele pediu para chegar atrasado para conseguir resolver suas pendências. 

Pela questão legal, ele deveria ter que cumprir ou pagar por essas horas a menos trabalhadas. Entretanto, perceba que esse colaborador, caso não tivesse ido resolver suas pendências e continuasse exercendo seus afazeres, provavelmente não teria a produtividade ou alcançaria os resultados adequados. Seriam horas de trabalho perdidas. 

reconhecimento profissional

Evidente que esse tipo de situação não pode ser uma rotina e tem que se avaliar cada caso e cada funcionário. Mas de maneira geral, toda gestão que preze pelo reconhecimento profissional precisa considerar os diferentes fatores (necessidades da Pirâmide de Maslow) que constroem um indivíduo. É impossível desassociar a vida pessoal da profissional e não ponderar todo o contexto em que um funcionário está inserido. 

Por isso, perceba o que pode estar levando seu colaborador a não ser produtivo. Se chegar à conclusão que são problemas pessoais, tente orientá-lo a procurar ajuda. Caso sua empresa possua, encaminhe-o à psicólogos ou clínicas parceiras. Muitos funcionários ao notarem apenas essa preocupação, acabam retomando suas motivações e conseguindo manter-se comprometidos com suas funções. Isso gera confiança mútua e um sentimento de que a empresa está preocupada com o bem-estar de suas equipes e não apenas nas metas a bater. 

Leia também: Como desenvolver ações efetivas para melhorar a saúde mental nas empresas

Crie programas de incentivo e reconhecimento profissional

Sua empresa precisa entender o que motiva e desmotiva seus colaboradores. Procure realizar pesquisas de clima e realmente avalia-las para criar estratégias eficazes que demonstrem o reconhecimento profissional e passe a valorizar melhor seus colaboradores. Se você trabalha com vendas, busque construir uma competição saudável entre eles, tomando muito cuidado para não gerar uma rivalidade. É importante estabelecer que todos devem ter resultados positivos e que o trabalho em equipe gera efeitos positivos. Pense em recompensas que envolvam toda a equipe e não apenas quem se destacou. Claro, dê o devido destaque a quem teve resultados melhores, mas mostre que o todo fez com que essa recompensa tenha se tornado real. 

No caso das metas, promoções e premiações, deixe explícito o porquê de elas existirem e seus critérios de avaliação (vendas, tempo de serviço, avaliação de clientes, desempenho). Tenha extrema transparência e em caso de premiações, mostre o que levou a um profissional a ganha-la, incentivando sempre que todos podem consegui-la, como, por exemplo, viagens, folgas ou bonificações. 

Reconhecimento profissional

Outra estratégia possível é construir em conjunto com o endomarketing alguma forma de divulgar o sucesso das equipes e dos colaboradores para os demais setores. Além de demonstrar que a empresa se preocupa com o profissional, isso ajudará a ampliar o reconhecimento profissional deles. 

Leia também: O que é necessário para alcançar a produtividade na empresa?

Como você percebeu, todas essas sugestões geram um estímulo e alinham o colaborador com os valores da organização. Hoje ninguém quer trabalhar em um local que não se identifica ou que não se sente com o devido reconhecimento profissional. A volatilidade do mercado de trabalho não pode ser desculpa para você não manter em dia iniciativas que valorizem suas equipes. 

Gostou desse texto? Então compartilhe nas suas redes sociais e ajude mais empresas a criarem estratégias eficazes de reconhecimento profissional.